Os parlamentares da ADI abandonaram ontem a Assembleia Nacional de São Tomé e Príncipe, em solidariedade com o ex-Ministro das Finanças do Governo de Patrice Trovoada. Américo Ramos encontra-se detido desde o início de Abril, por suspeita de crimes de corrupção, branqueamento de capitais e enriquecimento ilícito.

A bancada da força política que esteve no poder nas duas últimas legislaturas adoptou aquele “gesto simbólico” por crer que a prisão preventiva, estabelecida pelo Supremo Tribunal de Justiça, é um acto ilegal, dado não ter sido aduzida qualquer acusação. Neste contexto, consideram o antigo governante um preso político.

O ex-Ministro das Finanças do Governo da ADI é suspeito do desvio de mais de 40 milhões de euros, de empréstimos contraídos, pelo Estado, para a construção da cidade Administrativa de São Tomé e requalificação do Hospital Central do país.

Américo Ramos foi detido pela Polícia Judiciária a três de Abril, quando saía do edifício da Presidência da República. No dia seguinte o juiz de instrução criminal, a que foi presente, aplicou-lhe a prisão preventiva.

Há três dias, na sequência de pedido de “Habeas Corpus” apresentado pela defesa do político, o Supremo Tribunal de Justiça decidiu manter a decisão do magistrado que analisou a situação do detido.

 

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Demitidos dois Ministro na Guiné-Bissau

O chefe do Governo guineense exonerou os titulares das pasta...

Guiné-Bissau    17 maio 2019

Milhares de brasileiros protestaram contra o Governo de Bolsonaro

As manifestações decorreram em mais de duas centenas de cida...

Brasil    16 maio 2019

Angola candidata-se à Organização Internacional da Francofonia

Aquele país lusófono pretende ser membro observador da comun...

Angola    16 maio 2019

Universitários brasileiros protestam contra cortes nos financiamentos

À iniciativa de estudantes que frequentam o ensino superior ...

Brasil    15 maio 2019

Presidente de Moçambique preocupado com ataques no Norte do país

Pela primeira vez, Filipe Nyusi assumiu publicamente a gravi...

Moçambique    15 maio 2019